Abertura da Colheita do arroz tem lançamento na Zona Sul do Estado

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) realizou nesta sexta-feira, dia 11 de outubro, em Pelotas (RS), o lançamento para a região Sul da 30º Abertura Oficial da Colheita do Arroz. A cerimônia ocorrida na Associação Rural de Pelotas durante a 93ª edição da Expofeira do município contou com a presença de autoridades e representantes de entidades apoiadoras e empresas patrocinadoras.

A expectativa para o evento, que ocorrerá de 12 a 14 de fevereiro de 2020 na Embrapa Terras Baixas, em Capão do Leão (RS), com o tema “Intensificação para a Sustentabilidade”, é muito grande, de acordo com o vice-presidente da Federarroz, Roberto Fagundes, lembrando que o evento é a maior abertura de grãos do país e que na edição passada, com o apoio dos produtores e da comunidade da região, além das empresas e entidades participantes, mais de 7 mil pessoas passaram pelo local em três dias de evento, oportunizando troca de informações e conhecimento. Destacou também as novidades para 2020, como irrigação por pivô e parcelas de integração lavoura-pecuária. “Entendemos que temos que sair da monocultura produzindo outros grãos como soja, milho e também investir em armazenagem, florestamento e pecuária para nos dar maior sustentabilidade no nosso agronegócio. Estaremos com as principais empresas que investem em tecnologias e com as instituições de pesquisa e ensino, todas elas com agendas positivas para que possamos nos manter dentro do nosso sistema produtivo”, observou..

Estiveram presentes ao lançamento da 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, além dos presidentes da Associação Rural, Carolina Osório, e do Sindicato Rural do município, Fernando Rechsteiner, assim como o presidente do Irga, Guinter Frantz, o chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Pillon, o vice-presidente da Farsul, Fábio Avancini, e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pelotas, Nilson Loeck, representando a Fetag/RS. O evento é uma realização da Federarroz com co-realização da Embrapa e apoio do Irga.

Abertura Oficial da Colheita do Arroz tem data e local definidos

Os trabalhos para a 29ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz já estão em andamento. O evento, organizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), vai ocorrer de 20 a 22 de fevereiro de 2019 na sede da Embrapa Terras Baixas, em Capão do Leão (RS), próxima à Pelotas, e terá como tema “Matriz Produtiva – Atividade Diversificada, Renda Ampliada”, que vai discutir as oportunidades e cenários para a cultura do arroz e alternativas para aumentar a rentabilidade da lavoura.

Conforme o vice-presidente da Federarroz, Alexandre Velho, a escolha do local para a próxima edição passou por uma pesquisa com as empresas que tradicionalmente participam do evento. Informa também que a organização já está realizando melhorias no local. “A área da Embrapa já foi sistematizada e já foi colocado calcário para correção do solo. Estamos trabalhando fortemente na questão de estrutura e drenagem, além das melhorias do local. Pretendemos fazer um grande evento durante a Abertura Oficial da Colheita do Arroz”, ressalta.

Para o chefe geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Pillon, este é um dos principais eventos para a cadeia do arroz e será uma oportunidade de demonstrar o trabalho realizado pela entidade. “Esta Abertura da Colheita permite a abertura de um espaço institucional muito grande para quem sedia e acolhe o evento. É importante esta aproximação com os produtores e as lideranças do setor para que possamos cada vez mais mostrar o que fazemos em prol da sustentabilidade do setor arrozeiro, que é fundamental para a economia gaúcha”, observa.

A implantação das lavouras para o evento estão sendo feitas pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). Conforme o coordenador Regional do Irga na Zona Sul, André Matos, o trabalho seguirá um planejamento de implantação das culturas do arroz e da soja. “Iniciamos o preparo no mês de abril. A área se encontra com correção realizada e esperando a semeadura das vitrines tecnológicas que se iniciam no mês de setembro com o arroz e depois com a soja planejada para outubro”, explica.

O evento deve reunir as principais empresas e entidades do setor agropecuário brasileiro, trazendo inovações e tecnologias para a lavoura arrozeira, além de soja, milho e pastagens que estarão a mostra nas tradicionais vitrines tecnológicas. No próximo dia 4 de julho uma reunião entre as empresas participantes do espaço será realizada para apresentar o local e o planejamento da Abertura Oficial da Colheita do Arroz.